5 de out de 2015

(N)As quebradas da vida


Sempre acreditei que cada experiência traz sempre uma lição, boa ou ruim, ela deixa um aprendizado. Infelizmente aprendemos mais com as situações difíceis do que com as boas mas talvez seja por isso que as ruins surgem na nossa vida: para agregar. Sim, experiências densas também agregam, aliás são as que mais contribuem para o nosso crescimento e nossa melhora pessoal e profissional. Os períodos mais pesados são aqueles que nos forjam, que nos tornam mais fortes e também mais sensíveis aos bons momentos. São eles que nos despertam uma vontade de mudar, de evoluir, de tentar algo novo.

Quantas pessoas começaram a praticar atividade física depois de algum problema de saúde? Quantas iniciam um projeto engavetado há tempos em razão de alguém?  Ou quantas pessoas não enfrentam um trauma por necessidade? A vida é surpreendente pois quando menos se espera: pá! A gente se obriga a agir e a se reinventar. Não tem aviso, preview, anúncio...ou você age ou morre na praia.

Na última maratona, o psicológico me boicotou no km23. Quebrei ali, andei e pensei no que fazer...Desistir não era opção mas a cabeça não estava colaborando. Eis que apareceu um corredor e me puxou do buraco negro até conseguir sair daquele looping mental e continuar a correr bem. Esse fato ficou na minha mente por dias...Não encontrei explicação para eu ter caido no km23 mas encontrei uma lição para a vida. 

E ao fazer uma analogia com ela, mais uma vez entendi que por mais denso que seja o momento e a situação, só cabe a nós resolve-la. Teremos sim pessoas que nos ajudarão e apoiarão mas o sucesso mesmo só virá se estivermos dispostos a lutar, a vencer medos, preconceitos e, principalmente, a insistir. E por pior que possa parecer, sim, teremos forças para lutar e batalhar até o fim. Por mais que a cabeça diga "não dá", sim, insista, lute, enfrente, porque ela consegue sim.

Foto: Rick Nogueira
No último domingo matei as saudades do Circuito de Corridas de Rua da Prefeitura de Curitiba. Foi onde comecei há mais de 12 anos e há alguns outros estava ausente. Realizada no 20.º BIB, é uma prova que sempre traz boas lembranças...sempre com uma energia bacana e muitas subidas e descidas (que não dá pra esquecer mesmo!). Depois de chegar, sentei na arquibancada e assisti a chegada de muitos outros corredores... 

Cada um que cruzava o pórtico, manifestava-se de alguma forma e eu me perguntava: "o que o fez correr esses 10km?" ou "porque será que ele (a) está comemorando tanto?", Por trás de cada vitória pessoal tem uma história surpreendente, pode apostar. Pudera eu saber um pouquinho mais sobre cada sorriso daqueles... Fiquei ali um bom tempo, olhando aquele espetáculo um pouco mais de longe; contemplando tanta alegria, tantos sorrisos; e absorvendo tanta energia  do bem (porque se há um lugar que exala boa vibração é uma corrida de rua). 

E então, ali sentada, finalmente entendi que essa é a mágica da corrida: curtir cada momento com muita alegria. Cada um corre por um motivo e almeja cruzar o pórtico por alguma razão, independente da distância. Não somos nada diante da dimensão dessa vida e o mínimo que devemos ter é humildade diante dela. E reconhecer que se algo não der certo, será que o que achavamos certo, realmente era? 

Bom, agora terei que pensar a respeito dessa resposta... quem sabe numa próxima corrida, numa dessas quebradas da vida... 

Independente da prova ou da distância, sorriso no rosto, alma leve e coração grato sempre. 

Bons treinos! 
"Enjoy your journey, enjoy the life."

1 de out de 2015

Maratona de Foz do Iguaçu

eucorro.com
Demorei mas cheguei para o release da Maratona de Foz!

Na verdade, queria "absorver" essa prova que foi muito intensa, não só por ela em si mas pelo contexto em que ela ocorreu para mim. Eu não queria ter ficado internada uma semana antes, com medicação pesada na veia, tão pouco passar a semana a base de antihistamínico, corticoide e antiinflamatório. Para quem não sabe, duas coisas: odeio tomar remédios, só tomo em caso de extrema (muito extrema) necessidade; e fui picada por uma abelha e sou alérgica, tive reação pesada e por isso passei o domingo hospitalizada.


Mas vamos lá, porque o post é sobre a queridinha, super super, mãe de todas as corridas: MARATONA (yeaahhh!).

A maratona internacional de Foz do Iguaçu era um sonho antigo. Amo essa cidade, já fui algumas vezes e me identifico demais com a região e com a população. Não sei, é daquelas cidades que te abraçam e você se apaixona. A ideia era ter corrido ano passado mas em função da Copa do Mundo, ela foi cancelada, então deixei para 2015. Como decidi fazer a travessia de 8km de Bombinhas antes da maratona ser confirmada, tivemos um belo desafio: duas provas longas em um mês. Mas o coach San Palma disse que seria possível...e foi! Planejamento de treinos foi perfeito e o desafio foi concluído com saúde, qualidade e rendimento!!

Organização

Organizada pelo SESC PR, a maratona de Foz do Iguaçu é simplesmente impecável. A começar na chegada no aeroporto, onde havia o transfer gratuito em vans e micro ônibus para os hotéis conveniados, e uma equipe alegre e sempre pronta. 

Para buscar o kit no SESC (que fica mais afastado do centro da cidade), também havia transfer gratuito, de hora em hora, bem como para o retorno (sempre aos hoteis conveniados). 

Como a largada era bem cedo, a partir das 6h e encerrando as 6h30 para as categorias, a organização disponibilizou ônibus saindo dos mesmos hoteis até a largada, as 4h30 e 4h45, os quais passavam pontualmente, bem como o "ônibus carona", no retorno das Cataratas para o hotel. Este eu fiz uso e foi uma super ajuda!!! Para quem não conhece, o parque das cataratas é bem afastado do centro da cidade e, logo, dos hoteis conveniados. Pegar ônibus de linha, depois de 42km, suada e molhada da chuva seria tenso...e táxi, muito caro. O transfer da organização foi perfeito. Para a largada, pegamos carona com um grupo de corredores de Itararé, que tinham van própria, e chegamos mais perto do horário da largada (obrigada pessoal!!!!). 

Kits
A retirada dos kits estava bem organizada ( no sabado inicio da tarde), todos muito prontos e educados. O kit era composto pelo chip, numeral de peito, camiseta e mochilinha. Eu achei super a contento, em relação ao valor da inscrição.  Na retirada, ainda pude conhecer o mito das corridas de rua no Brasil, Gregório Lavandoski, que estava divulgando a Maratona do Vinho, em Bento Gonçavels (passem no site pra dar uma olhada!).
Arquivo pessoal

Prova

Depois da chuva moderada da madrugada, o dia amanheceu sem chuva, quer dizer, com alguns pingos esparsos. Clima ameno, sem sol, perfeito para correr. Durou alguns kilometros até que a chuva fina apareceu para refrescar...e durou o resto da prova, as vezes mais forte, outras mais fraca, mas o suficiente para ir encharcando roupas e tênis. 

Com postos de hidratação a cada 3km, ninguém ficou sem água. A partir do km 15, também havia coca-cola, isotônico e no km 21 frutas. Ou seja, sem perrengues para ninguém nos 42km.

Percurso
Divulgação
O percurso é lindo. Saímos do SESC, fomos até a Itaipú (onde seria a largada originalmente mas em razão da greve, não poderia ser feita lá) e seguimos em direção ao parque das cataratas, cruzando todo o centro da cidade e a rodovia. 

O percurso estava fechado parcial e totalmente (em alguns trechos) para os corredores. Não tinhamos que nos preocupar com motoristas xingando, acelerando, cortando nossa frente ou tentando invadir nossa pista. Excelente trabalho da PRF, GM e Exército. 

eucorro.com
Sim, há muitas subidas e descidas. Ao contrário da maratona de Curitiba, as subidas de Foz são fortes e sequenciais. Não há "plano" pra dar aquela descansada, recuperada. É literalmente um "sobe-desce". Cansa bastante mas o cenário da chegada compensa!! Cruzar o pórtico em frente as cataratas, não tem preço (aliás, tem, 42km...hahaha). Eu arriscaria a dizer que Foz é mais pesada do que Curitiba (minha opinião, sem polêmicas, por favor!).

Se eu voltaria? Sim!!! Não sei se ano que vem ou em outro...mas voltaria sim, sem dúvidas. Cidade fantástica, energia positiva sem fim, extremamente bem organizada e com respeito total ao corredor! 

Eu não fui tão bem quanto gostaria, até porque não tinha uma meta exata de tempo. Fiz uma prova forte um mês antes, fiquei  hospitalizada uma semana antes...Sabia que tinha "pernas e cardiorrespiratório" para completar mas meu psicológico deu uma baqueada no km23. Como nunca estamos sozinhos nessa vida, tive o privilégio de ser "encontrada e puxada" por um corredor que me salvou daquele buraco negro mental...rs Entre conversas, trocas de experiências e algumas risadas, o psicológico voltou pro lugar e foi hora de auxiliar aquele mesmo corredor a concluir sua primeira maratona!

Quando eu corri meus primeiros 42km, tive a sorte de ter um anjo que me puxou no final e que sou grata até hoje. Neste ultimo domingo tive também a oportunidade de retribuir, seis anos depois, a "puxada" final na maratona e ver a alegria e a emoção da primeira maratona concluída, nos olhos de alguém. 

Nada é por acaso. E como eu sempre digo, maratona é uma lição de vida...muita coisa acontece em 42km...muita coisa MESMO! Eu sou grata por estar cercada de pessoas boas e poder conhecer tantas outras. As vezes é bacana se desligar do "tempo" e curtir o que a prova pode nos trazer: amizades, superação, autoconhecimento, fortalecimento. É naquele momento que você "quebra", que você percebe que pode sim ir mais longe...basta respirar, pensar, aquietar que a solução aparece ( e te chamando até de "guerreira!"). Talvez seja por isso que goste tanto de maratona...após esta 13.ª, a única certeza que tenho é que quero mais 13...depois 13...e outras 13!

Arquivo pessoal
Minha gratidão imensa ao coach San Palma (Carla Moreno Team) por tornar possível mais um sonho e me auxiliar a concretizar mais um desafio. Treino inteligente é isso!  Gratidão também aos amigos que vibram e comemoram junto cada conquista e aos novos amigos que chegaram com essa maratona. Aos meus pais, pelo suporte nas loucuras e curtição com as conquitas. E a Deus, infinitamente. 

Parabéns a todos que concluíram a prova ! Parabéns ao SESC PR pela excelente organização e acolhimento! Reconhecimento também ao trabalho da PRF, GM, Exercito e PM no percurso da prova. E também a equipe do Hotel Águas do Iguaçu pelo tratamento dispensado e educação de seus colaboradores.

Bons treinos e até a próxima!