16 de ago de 2012

E quando o treino quase não sai?



Dia lindo. Sol, céu azul, ar fresco. Seria perfeito para correr. Ainda mais depois de ficar tanto tempo parada, parece que cada dia tem um gostinho especial em poder correr.
Você se prepara, se arruma, checa todos os ítens e quando começa a correr: o corpo não vai. Uma aflição imensa, um mal-estar, cabeça quer parar a qualquer custo e você quase se rendendo àquela agonia inexplicável, pensa:

"Poxa vida!! Queria tanto voltar a treinar, pedi tanto ao meu médico pra liberar com segurança. O dia tá lindo, tenho saúde, tenho condições de estar cedo correndo. Meu treinador preparou meu treino com tanta atenção e cuidado. Que fraqueza estúpida é essa? Bora garota, bora deixar pra trás negatividades que nos emperram e curtir a oportunidade que Deus nos dá a cada amanhecer e fazer jus a ele."

Lembrei muito de uma grande amiga, como eu a chamo, uma irmã, que não está podendo correr...e sei bem o quanto é sofrido não poder fazer o que amamos. Puxei forças e segui. Debs Viana, foi pra vc!

E foi assim, pensando nos profissionais que me cercam e que com tanto carinho e atenção cuidam dos meus treinos, dos amigos que sempre acompanham e dos atletas que se espelham na gente e buscam motivação com as experiências, que eu conclui os 12km de corrida hoje.

Tem dias bons, dias ruins, e aqueles dias que você realmente não sabe o que aconteceu. Mas passou. No dia da prova não tem que pensar, é você com você mesmo, sem agonias ou pensamentos ruins. E treinos como o de hoje são ótimos para treinar o psicológico e mostrar que quem manda é a cabeça. Tudo tem seu tempo, paciência...perseverança e força sempre!

Bons treinos.




3 comentários:

  1. Show Vivi, que bom que está de volta!!! :)
    Diego

    ResponderExcluir
  2. Show Vivi, que bom que está de volta aos treinos...agora é só seguir em frente! Abraço Diego
    http://correrparacrer.wordpress.com
    :)

    ResponderExcluir