23 de jul de 2012

SBT Reporter Ironman

Galera...

Hoje tem Ironman Brasil 2012 no SBT Reporter!!

Matéria especial sobre o Iron desse ano!

SBT - 23h45!! Bora assistir!!!!!!


19 de jul de 2012

Esporte e vaidade - Parte II - PELE



Olá pessoal,

Em continuidade a sequência de posts sobre esporte e vaidade, esse é dedicado aos cuidados com a pele.

Estamos no inverno, o que castiga ainda mais a pele, principalmente para quem está em contato com a piscina (natação/hidro) ou se expõe ao frio, pedalando e correndo (também caminhando) ao ar livre.

Quando falamos em cuidados com a pele, aqui entram: sabonetes, hidratantes e óleos. Eu uso marcas específicas, porém vendidas em farmácias e supermercados, pois sou alérgica e chata com muitas coisas. Em razão do contato direto com o cloro a pele tende a ficar "esbranquiçada" e com o "cheirão" de cloro, por isso eu opto por sabonetes e cremes com 'perfume', porém não muuuuuuuuito perfumados pois enjoa (falei que sou chata!!!). Como uso perfume diariamente e, via de regra, fortes, evito hidratantes demasiadamente perfumados para não causar um mix enjoativo e repelente de pessoas.

Lembrando que estamos falando da hidratação do corpo. Pele do rosto requer um tratamento diferente e indicado por dermatologista.


Sabonetes

Temos a disposição sabonetes em barra e líquidos. Como os líquidos necessitam de esponja, eu acabei optando pelos sabonetes em barra em razão de praticidade para ir treinar e viajar. A esponja demanda cuidados redobrados de higiene, principalmente com fungos. Para quem vive com a necessaire na mochila de treino ou mala de viagem, não dá.

Eu uso sabonete para bebê por serem mais suaves e menos alcalinos. Os tradicionais "para adultos" ressecam demais a pele.



Também acho interessante os sabonetes de glicerina por serem neutros.




No quesito sabonete em barra, achei muito interessante esse artigo: sabonete em barra ecologico.

Como eu disse, é preferência minha usar em barra. Porém há vários sabonetes líquidos de excelente qualidade no mercado, alguns com alto poder hidratante, inclusive.

Sabonetes íntimos

Há algum tempo as prateleiras de supermercados e farmácias foram invadidos pelos sabonetes íntimos. Indicados por ginecologistas e dermatologistas, protegem as áreas íntimas de bactérias e fungos, diminuindo a possibilidade de infecções.

Atualmente temos o Dermacyd, Íntima, Vagisil, Eucerin, Íntimus, etc. De todos eles, só experimentei o Dermacyd e recomendo. Tira o desconforto deixado pela transpiração em treinos longos e também protege a região íntima do contato intenso com a água da piscina/mar/lago.

Quem se interessar pelo uso, esse site ( clique aqui ) traz uma avaliação (com notas) dos sabonetes íntimos mais populares do mercado. Vale a pena a consulta!!








Hidratantes

Pele que vai em piscina ou fica exposta às condições climáticas precisa cuidado redobrado. Seja pelo calor e pelo sol ou pelo frio, hidratar a pele é sempre importante!!!

Como a piscina em que nado é tratada com cloro, minha pele sempre fica com resquício do cheiro de cloro, além de esbranquiçada. Mas nada que um bom hidratante não resolva!!!

Já testei muitos cremes e loções, de várias marcas, nacionais e importadas. Como uso 2x ao dia, um pote vai fácil, fácil e, logo, não pode ser extremamente caro.







Dos hidratantes de farmácia, gosto muito do Vasenol, pele ressecada. Quebra um galho danado, pela relação custo-benefício.




Dos demais nacionais, o meu preferido é Nativa Spa, de O Boticário - Framboesa com Mirtillo e o do Açaí. São os que melhor tiram o odor do cloro. Além de perfumarem o corpo, sem enjoar, sendo perfeito para todas (sim TODAS) as ocasiões.

Victória Secret ja usei muito, nos idos de 2003 e 2004. Usei TANTO que não posso nem com o cheiro a 1km de mim. Embora continue amando a marca!!!

Óleos

Os óleos são conhecidos por perfumarem a pele, dando brilho e viço, impedindo que a pele perca sua umidade natural. De rápida absorção, eles garantem que a pele não desidrate, porém não possuem a função de hidratar profundamente como um bom creme.

Pesquisando um pouco mais sobre os óleos hidratantes, encontrei este site: Dez Óleos Hidratantes que explica direitinho a função de cada um deles e como atuam na pele. Se formos em lojas ou farmácias, iremos encontrar óleos bifásicos e trifásicos com a base em um desses dez. O óleo puro mesmo, como o de amêndoas ou rosa mosqueta, são bem gordurosos e não indico usar pois vai manchar a roupa, sim! Os óleos trifásicos e bifásicos, usados durante o banho, são uma excelente opção, lembrando, porém, que não devem ser usados todos os dias sob risco de obstruir os poros e deixar a pele oleosa. Vale a pena olhar este site que orienta bem certinho quanto ao uso.

Eu, confesso, usei há muito tempo os óleos da Natura, como o Séve. Mas ainda sou fiel ao creme hidratante.


No próximo post vamos falar de uma questão complicada: pelos! Depilação, esfoliantes e desodorantes.

Até mais! Bons treinos!!

















18 de jul de 2012

Promoção Lorpen

Galera,


A LORPEN está com uma super promoção no ar!!


MEUS PÉS TAMBÉM VIERAM!!!


Acessem : https://www.facebook.com/LorpenBrasil/app_412026835482533 e participem!!


Uso Lorpen há alguns anos e indico! E também estarei participando!


Boa sorte!!

17 de jul de 2012

Entrevista Programa Vera Rosa - Video

Até que enfim, galera!!

Pra quem não pode assistir pela TV, eis o vídeo da entrevista do dia 03/07/2012 para o Programa Vera Rosa da TV Transamérica, sobre minha carreira de triatleta e o Ironman!!


14 de jul de 2012

Braçadas solitárias

Curitiba, 14 de julho de 2012. Manhã gelada de inverno. 8h22 e o termômetro marcava 3ºC

São José dos Pinhais - região metropolitana de Curitiba
Como ainda não posso correr nem pedalar (treinos de transição bike/run eram sagrados aos sábados), o que me restou foi nadar. Tenho mantido obrigatoriamente treinos de 2.ª a 6.ª e no fim de semana apenas se a vontade for muito grande. Como hoje.
Frio? Que frio??? Tinha até sol!


Acredito que a pior parte em treinar no frio é se vestir e sair de casa. No momento que todas as coisas estão na mochila e você na rua...PRONTO! Não tem voltar atrás. Idem para pedal e corrida.  
Cheguei no clube, no horário costumeiramente mais movimentado (arriscando ter que dividir raia) e para minha surpresa, tinha UM CIDADÃO nadando. Ou melhor, terminando o treino e já alongando.
Quando caí na piscina estava sozinha. Luzes apagadas (só iluminação natural) e somente a secretária e a zeladora por lá. Nos primeiros 1000m do treino (eram 3000m), rolou uma tristeza por estar ali, em um sábado ensolarado, nadando sozinha. Faz falta ter alguém na raia ao lado para competir ou simplesmente estimular.
Na sequência do treino fui pensando, refletindo algumas coisas, mas tentando me manter concentrada no objetivo de cada série. Fechando 2000m pensei realmente em ir embora pois estava muito chato nadar sozinha, naquela penumbra, totalmente em silêncio.



Foi então que comecei a mentalizar as provas em mar aberto. Via de regra estamos em 'pelotes' na água, entretanto, a água é escura e sem música. Obviamente, você ouve o competidor ao lado ou um motor de barco (que odeio quando passam muito rente aos nadadores), e raramente as gaivotas. Mas de alguma maneira é você sozinho naquele marzão aberto. Mentalizei e condicionei meu corpo a agir como se estivesse em uma prova. E quando percebi, havia terminado os 3000m. 
Entendi, então, que dias assim são necessários para que percebamos todas as adversidades a que estamos sujeitos. E que, além do corpo, também é bom exigir do psicológico. Acabei pesquisando algumas coisas e encontrei este texto muito bacana: "Treinamentos psicológicos fazem diferença também para amadores" (clique para ler ) e percebi que não somente os treinos em que baixamos tempo ou saímos super exaustos são "treinões". Hoje foi dia de exercitar meu psicológico e minha paciência.


BONS TREINOS E ÓTIMAS BRAÇADAS!!!!

13 de jul de 2012

Snoopy e o triathlon

Para descontrair...
Porém pessoal, mesmo no inverno, com dias tão frios e alguns chuvosos, não vamos deixar de nos exercitar!! Depois para recuperar o tempo perdido e a boa forma para o verão é mais complicado, sem contar o "efeito sanfona".


10 de jul de 2012

Esporte e vaidade - parte I - Cabelos



Pessoal,

Depois de passar algumas dicas para a amiga corredora Aline Martinelli, que agora irá adentrar-se ao mundo da natação, pensei em colocar aqui no blog algumas ideias e dicas vaidosas sobre a natação e sua relação com os cuidados com cabelos, pele e unhas. Depois repensei e decidi falar dos cuidados com os cabelos tanto na natação, ciclismo e corrida.

Lembrando sempre que o que eu acho bom para mim, pode não ser para outra(o). Isso é muito pessoal. E as dicas valem para as mulheres e também homens que as puderem aproveitar. Mas fica aqui a ideia de compartilhar um pouco do dia-a-dia nas piscinas, estrada e pistas, que faz parte da minha vida há muitos anos.

Para o post não ficar muito extenso e cansativo, a parte I será sobre cabelos!!!

E obviamente, atletas (não só nadadores, nadadoras e triatletas) que quiserem compartilhar alguma dica ou segredinho, fica aqui o convite e o espaço!!! Somar dicas e ideias é sensacional!! Inclusive para trocarmos experiências.

Sintam-se a vontade para enriquecer a lista e dividir opiniões e ideias construtivas :)

Cabelos
Bom, meninos e meninas, cabelo e natação sempre foi um assunto complexo. Para aquelas (es) que tem cabelos tingidos ou química em geral, sabe mais ainda o desafio de mantê-los!!!


Shampoo e condicionador
Eu já experimentei muitas marcas de shampoo, condicionador, máscaras e leave-in. Não sou fiel a nenhuma em específico, porém alterno 4 marcas, todas para cabelos expostos a "vento, sol, cloro e sal" ou para cabelos tingidos e com mechas claras (que é o meu caso)
Máscara de hidratação
Sou fiel apenas à duas máscaras de hidratação, que faço 1x na semana em casa. 1x a cada 4 meses, se necessário, faço uma cauterização nos fios. São as máscaras:

Lancôme - HAIR SENSATION NUTRITION INTENSE.
Não é muito barata, mas rende muito. Se tiver algum conhecido no exterior, compensa pedir para trazer. Encontra-se fácil no DutyFree.
Ducray - NUTRICERAT
Igualmente à Lancôme, não é muito barata. Mas a consistência de manteiguinha faz render muito.
Leave-in
Confesso que gostava muito de um de queratina líquida da L'Oreal. Mas para quem usa diariamente, como é meu caso, acaba saindo caro.
O bom deles é que protegem do secador (confesso, eu uso direto), chapinha, babyliss e ainda protege para a próxima entrada na piscina, sem, no entanto, deslizar a touca.

DICAS

Não recomendo usar cremes ou óleos no cabelo antes de entrar na piscina. Primeiro porque muitos clubes e academias pedem a fim de evitar manchar a água. E também porque a cada saída ou virada, a touca vai deslizar e sair. Acredito que um bom tratamento pós-treino já garanta um bom resultado.

Já li várias dicas "caseiras" para evitar que o cabelo resseque ou fique "verde" quando a piscina for tratada com cloro. Desde usar leite até aspirina!!!! Confesso que não sou muito adepta de dicas caseiras, até porque não tenho muita paciência para misturar muita coisa e passar. Sou prática em tudo, inclusive com cabelos. Porém se alguém tiver algum segredinho que realmente funcione, por favor, pode mandar!!

Cloro e cabelos verdes: eu tenho mechas no meus cabelos há dez anos. E sempre treinando. Nunca tive problemas com o famoso cabelo verde (porque os cabelos ficam verdes ). Tinturas de boa qualidade e tratamento pós-cor adequados evitam que isso aconteça. Lavar com shampoo para cabelos de piscina é uma ideia para retirar todo o resquício de cloro. Entretanto, depois de fazer minhas mechas no salão, sempre evito, por recomendação da minha cabeleireira, entrar na piscina por 3 dias. É o preço da beleza.

TOUCAS

Quanto às toucas, sempre a de silicone e de boa qualidade. Temos várias marcas no mercado - Speedo, Hammerhead, Arena, Raia, Aquasphere,Nike - que variam de modelos simples, para o dia-a-dia, até os competitivos com design e função exclusiva.


Para quem tem cabelo comprido, repicado, franja, enfim, que necessite, de alguma forma, prendê-lo, JAMAIS, ok? JAMAIS usar grampos de cabelo!!! Além de furarem a touca, enferrujam facilmente.






TicTac's= São muito úteis tanto para nadar quanto pedalar e correr.
Já perdi algumas pedalando, pois o atrito do capacete com elas, fez com que escorregassem. Paciência.
Algumas enferrujam fácil, principalmente com a água da piscina e transpiração de corridas.
São baratinhas e podem ser encontradas em qualquer loja de bijouterias, R$1,99 ou loja de cosméticos.



Prendedores de cabelo = isso é bem particular. Eu prefiro os elásticos recobertos, pois prendem sem marcar, secam rápidos quando lavados e não arrebentam os cabelos. Para o comprimento e grossura dos meus fios, eles atendem bem às necessidades.
Há também os elásticos mais brutos, sem tecidos em volta, os quais eu acho que arrebentam os cabelos.
E ainda, aqueles com cobertos com muito tecido, que na minha opinião, fica ruim para colocar a touca de natação, além de demorarem para secar.

Pentes e escovas




Eu sou adepta de pentes para cabelos molhados e escovas para cabelos secos. Usava sempre o pente de madeira, por não deixar os cabelos estáticos e diminuir a quebra ao desembaraçá-los. Entretanto, li que não se usa pente/escova de madeira em cabelos molhados pois a umidade que fica neles, favorece o aparecimento de fungos.
Indico então pente plástico ou de silicone ( e aqui você pode ver qual a eficácia de cada pente e escova) para pentear os cabelos molhados e escova para escová-los quando secos.

Bonés e viseiras
Bonés sempre tiveram a fama de não deixar os cabelos respirarem. Eu sempre usei, até as viseiras invadirem o mercado. Sempre dei preferência à bonés com ventilação e de tecido que permitisse a transpiração. Entretanto, percebi que com a viseira, os cabelos "respiram" melhor e notei que diminuiu a queda quando penteio após lavar. Considerando que, às vezes, chego a correr por 3h seguidas, isso faz a diferença.




Ficam aí algumas dicas, galera. Quem quiser contribuir e dividir suas táticas de vaidade e cuidados com o cabelos, é só comentar!!
O próximo post será sobre os cuidados com a pele!! Fiquem ligados!

Bons treinos e até a próxima!



9 de jul de 2012

Corrida Trail galera!! Bora lá!! 12 de agosto!
Inscrições via Assessocor!!!





3 de jul de 2012

Programa Vera Rosa

Pessoal,

Hoje, 3.ª feira, 22h, entrevista comigo no Programa Vera Rosa, canal 59, TV Transamérica. Dá uma espiadinha no que vai ter:
http://www.verarosa.com.br/noticias/2012/07/confira-no-programa-vera-rosa-de-hoje-21/

Vamos assistir!!!

2 de jul de 2012

Fazendo as pazes com a natação




Estou há dias pensando em como escrever esse post. Na realidade estou devendo dois: este, sobre minhas pazes com a natação e o outro sobre a minha lesão.

Enquanto organizava as ideias para esse post, encontrei dois amigos cujas histórias "cairam como uma luva" para escrever e acrescentar, mostrando que problemas assim podem acontecer com qualquer atleta.

Esse ano perdi a vontade de nadar. Sim, perdi a vontade de praticar um esporte que me acompanha de pequena, do qual nunca larguei, nem mesmo nas férias. Simplesmente "tomei um bode" de nadar. Não tinha vontade de cair na água, me dava um mal-estar só de pensar em entrar numa piscina. Até aí tudo bem, você pode dizer: " então pedala e corre. Dá um tempo na natação." O único problema é que 2012 seria o ano do IRONMAN BRASIL.

Já fiz muitas travessias de 3000m, nado distância há muitos anos, porém 3.8k em um ironman, não é para se brincar. Confesso que nadei algumas vezes, claro, porém nem o mínimo necessário para o iron. Minha mudança para Brasília, para cursar meu doutorado na UnB, foi bem confusa e cheia de intercorrências, o que me fez demorar para procurar uma piscina para nadar. Quando recebi apoio de uma grande equipe brasiliense, com uma excelente estrutura para nadar, incluindo piscina e técnico, minha vida estava tão caótica (aulas no doc + aulas que lecionava em outras instituições + pedalar e correr+problemas pessoais) que a natação foi ficando, ficando, ficando. E o Ironman se aproximando, aproximando, aproximando.

Pedal e corrida estavam redondinhos. Perfeitinhos para uma boa estreia. Mas a natação era uma incógnita. Repensei na semana do iron se eu ia mesmo. Não estava confiante para nadar os 3.8k. Acabei indo para a prova, encorajada pelos amigos, familiares e treinador. Até brinquei na véspera da prova, com meu técnico e meus amigos: "se vcs me virem saindo da água, meu iron vai começar."





Encarei aquele mar lindo de Jurerê, de coração aberto...como meu técnico sempre me ensinou: "respeitando a prova." Sabia da minha quantidade de treino e da minha capacidade. Não abusei, fui dentro das condições. Fiz um tempo alto, porém dentro do esperado. Saí da água feliz, até porque não me afobei e nem senti dores no meu ombro esquerdo que tanto me perturbou nos pedais (principalmente clipada).

Acaso ou não, tive um acidente na prova, no km130 do ciclismo especificamente, que me retardou mais de 1h e me fez terminar o ironman com fortíssimas dores na coluna.

Na semana seguinte, ainda com muitas dores, procurei meu médico, o qual, após a ressonância magnética, diagnosticou uma "fratura na coluna sacracoccígea + edema na coluna + reincidiva da protusão discal na L5/S1", ou seja, tava com a coluna "ferrada". Recomendação: 8 semanas sem pedalar, correr, atividades de impacto, pilates, musculação, etc etc. Somente poderia nadar...sem viradas, sem peito ou borboleta, sem tiros, etc. Me deprimi demais. Principalmente ao acompanhar amigos voltando a correr e pedalar, as provas e principalmente não podendo participar da Ultramaratona Volta ao Lago - 55k solo, que estava inscrita. Isso me martirizou e machucou demais. Xinguei staff que me derrubou no iron, chorei bastante, argumentei com meu médico e desabafei muito com meus pais e meu treinador.

Porém eu ainda poderia nadar. Com jeitinho e disciplina, ele me liberou para pé de pato e palmar e tiros leves. É meu consolo, não só para não perder o condicionamento físico, como também para descontar o stress do dia a dia. Morro de saudades dos pedais de sábado e dos longos de corrida de domingo, porém não posso reclamar, pois ainda posso nadar. E tenho melhorado muito meu nado. Acho que estou nadando muito melhor do que há um ano atrás. Nado todos os dias, média de 3k a 4k. Saio da piscina moída, como eu gosto.

E o principal: fiz as pazes com a natação. Voltei a ter a paixão que sempre tive pela água, a vontade de nadar rápido e melhorar meus tempos. Voltei a encontrar prazer em estar imersa em cloro, em sentir braços cansados.

Nessa ultima semana conversei com uma grande amiga, a qual me surpreendeu ao me dizer que não nadava há 3 meses porque "não tinha vontade, tomou bode". Exatamente como eu estava antes. Sem motivo ou razão aparente, perdemos a vontade de nadar. Ainda, conversei com um colega nadador que também estava em uma "deprê aquática". Percebi então que era algo recorrente. Mas acredito que sejam fases e que elas nos permitem entrar em contato com coisas importantes que estavam escondidinhas, nos redescobrirmos e não deixar de lado o que nos faz bem. Tudo tem sua hora e seu tempo.

E isso me fez pensar... Para quem ficou quase 5 meses sem vontade de nadar, agora é o que me restou. E fiz as pazes com a natação. Nada nessa vida é por acaso. Eu tinha uma história mal resolvida com a natação que o tempo se encarregou de colocar no lugar. São fases. E essa só tem me ensinado.

Por isso, jamais desanimar. Cansou? O tempo faz tudo ficar no lugar. As vezes o melhor é dar um tempo e sentir necessidade de voltar. E outras vezes, a própria vida nos coloca no caminho novamente, sem muita explicação. O que importa é que nos faz bem e, no caso da natação, é condição sine qua non para me manter "lúcida" no dia a dia. Não vejo a hora de voltar a pedalar e correr. Enquanto isso, estou mergulhando intensamente na natação.