29 de mai de 2011

Ironman - expectativas e resultados

29.05.2010 - O dia da consagração nacional do triathlon no Brasil. A data para qual centenas de atletas se preparam incansavelmente e aguardam ansionamente. Treinos que duram 6 meses, 9 meses, 1 ano. Se parar para pensar, quantas coisas não acontecem nesse periodo? Perdas, ganhos, tristezas e alegrias. E é com isso que o ironman tem que conviver. E não so ele: familia, amigos, chefes, vizinhos, enfim, todos que convivem e, de alguma forma, fazem parte da sua rotina.
Embora eu não fosse fazer o Ironman esse ano,em razão de compromissos profissionais, automaticamente entrei na "vibe homem de ferro", em razão dos amigos e porque gosto muito disso. Sei como é a preparação para uma prova dificil, longa e com muitas expectativas. Impossivel não se envolver.Tive muitos amigos nessa prova hoje e mesmo não tendo podido estar lá em Florianópolis para curtir, fiquei ligada a todos eles, de coração. Alguns estreiando, outros já veteranos. Outros que foram para ganhar, outros para provar a si mesmos do que sao capazes. E é isso, Ironman é isso.
Acompanhando a prova e os resultados, vibrei muito com a vitoria de muitos deles. Vitoria não só em termos de classificação, mas pessoal.
Primeiramente, como não se orgulhar do vice campeão da prova, Guilherme Mannochio, curitibano, que mereceu todo o esforço dos treinos e da prova. Quem tem a oportunidade de acompanhar os treinos dele por aqui, sabe que ele mereceria ser campeão. E muito pela 5.ª colocação da Diva do Triathlon, Fernanda Keller. Sempre eterna no Ironman. E também da 3.ª colocada, e melhor brasileira na prova, Ariane Monticeli.
Mas falando nos amigos, fiquei feliz que todos conseguiram terminar a prova. João Bernardes Neto (eu fui testemunha dos treinos desse guri e da dedicação aos treinos!"Chegar de dia" né Neto?!); acompanhei também - mesmo de longe - a preparação de outros amigos: Gilberto de Sampaio Junior (que agora tem um torcedor a mais na familia), Felipe Manente, Ricardo Veras (e seus açaí powers pós-treino q eu ousei a copiar a receita do twitter e deu certo!) e a preparação dos profissionais que servem de motivação, principalmente atraves do Diario até o Ironman (Mundo Tri). Todos são vencedores!
Mas meus parabéns mais que especial vai para o meu treinador, Alexandre Perdão. Justamente neste mês de junho, completamos 2 anos de parceria. Parceria de respeito, compreensão, dedicação, admiração, muito treino e muitas vitórias! Nesse tempo, aprendi muitas coisas com ele, principalmente a competir e a treinar por amor ao triathlon.Vencer é bom, mas se dedicar ao esporte pelo prazer que ele nos dá, é melhor ainda. Sei que durante a sua preparação para o Ironman, ele teve alguns contratempos e teve que saber lidar com eles, mas também ganhou o maior presente de todos, o Pedro. E é isso que o torna o ironman. Saber respeitar a si mesmo, saber seus limites e do que é capaz. E essa é a melhor lição. Quem ama o esporte, não espera que seu treinador seja um herói e que vença todas as provas. Quer sim, que ele te ensine a ter cada vez mais determinação, motivação, perseverança para buscar um objetivo e extrair o melhor de você.
"Respeito pela prova. Humildade." Foram essas palavras que me fizeram ter certeza que essa parceria vai durar ainda muitos e muitos anos. Parabens pela prova Coach! Tenha certeza que o campeão de hoje, para todos os seus atletas, foi você.

E parabens a todos os irons!!Merecedores demais de uma semana off..rss.. Abraço galera!Em 2012 nos encontramos no IMBr!

23 de mai de 2011

Duathlon Terrestre Prova de Rua - 2.ª etapa

Ontem participei da 2.ª etapa do Circuito de Duathlon Terrestre, da Prova de Rua. Com distancias de 3km, 20km , 3km, a prova foi realizada em São José dos Pinhais, com largada e chegada no Estádio do Pinhão.
Percurso plano na corrida e no ciclismo, porém quebrado nesta parte. Muitas curvas e esquinas, o que impedia estabelecer uma velocidade bacana e ficar clipada. Porem asfalto razoavelmente bom, com exceção da saida da transição para a area de monte,dentro do estadio, que era praticamente impossivel correr com a sapatilha (quebrei o taco da sapatilha ..)
A largada foi praticamente pontual, saindo de dentro do estadio e percorrendo duas voltas de 1,5k pela região. Percurso bom, praticamente plano. Entrada para a transição, pegar a bike e partir para 5x4km. Primeira volta, reconhecido o percurso e bora socar as outras 4 voltas. Eis que quando passamos pela largada, o organizador mandou parar a prova e todos os atletas pararam..Confusão, ninguem entendia nada...Guarda Municipal nervoso.. E entendemos que o percurso seria alterado porque a Copel estava em obras no trajeto e nao seria possivel passarmos. Fizemos uma volta "safety bike" e depois cada um deu o melhor de si...Complicado foi porque todos se misturaram e a primeira corrida foi pro lixo..quem correu, caminhou, largou junto depois..Dificil saber quem estava na frente, ou nao.Percurso do ciclismo nao foi fechado totalmente pela Guarda Municipal de SJP, a qual, alias, disponibilizou APENAS 4 GM's pra organizar avenidas movimentadas da região. Muitos motoristas nao os obedeciam e invadiam o percurso da prova. Complicado competir, estando tensa com os carros e caminhões fechando, cortando a frente.
Na segunda corrida ninguem mais tinha cabeça para pensar n a prova..era terminar e pronto.
Enfim terminei...e tive a noticia que era a CAMPEÃ GERAL (speed) da prova. Porém, com as obras da COpel, nao havia eletricidade para apurar os resultados e premiar. Após uma longa conversa com o organizador, os atletas optaram em esperar para que a premiação pudesse ser feita no dia. Conseguiram..e, embora alguns problemas com algumas categorias, finalmente recebi o vale-premio (que ainda vou retirar) e o trofeu simbolico(o oficial ficou a ser retirado).
Fiquei muito chateada, pois não era para eu ter feito essa prova, por orientação médica. Briguei com a minha lombar, km por km, mas dei o melhor que pude para compensar tanta dor..Convenci meu ortopedista a me liberar, e ele liberou. Porém foi uma prova tão estressante que nao sei ate onde vale a pena colocar a saude e a vida em jogo. COnfiei numa organização que não se preocupou com os atletas. Quem faz triathlon, duathlon, enfim, um esporte, por amor, se dedica e deposita o maximo de si nisso..Há um preparo, uma abdicação, uma dedicação a isso..o que parece nao ter sido levado em conta..
Depois do ocorrido, algumas perguntas ficaram:
A Copel teria comunicado a Prefeitura sobre uma obra de manutenção tão grande? Se sim, como foram concedidas duas autorizações para "evetnos" no mesmo local?
Pq a Prefeitura so liberou 4 GM's para uma região tão movimentada?
Pq nao verificaram que a região estava em obras, antes de largar?

Em uma organização de prova, há uma soma de fatores para que ela tenha sucesso. Se um elemento falha, o efeito é em cadeia. Sei que ninguem é perfeito e erros acontecem. Mas em primeiro lugar, tem que vir a segurança do atleta.
De qualquer forma, valeu a pena.Competição é paixão, indepentende da situação. E sempre sempre agradecendo minha mae-staff, amigos presentes e não presentes, porem sempre preocupados e na torcida; e meu treinador Alexandre Perdão.

10 de mai de 2011

Brasileiro de Duathlon - do outro lado da prova

Nesse final de semana foi realizado em São José dos Pinhais o Brasileiro de Duathlon Terrestre (10km-40k-5km), promovido pela CBTri e FPTri. Na verdade era pra ser em Curitiba, mas uns dias antes transferiram para São Jose. Inicialmente seria no Ginasio do Pinhão, afastado do Centro, e na véspera alteraram para o Ginasio Ney Braga, no centro.
TInha um treino de 20km de corrida + 2k natação + 1h giro no sabado e 70km de bike no domingo. Fiz todos os treinos pois nao sabia que a prova seria no centro.Quando cheguei do pedal, vi pelo Facebook q a prova era no centro...rapidamente me troquei e fui correndo (literalmente) até la. Como a prova atrasou, tive a oportunidade de acompanhar parte do ciclismo e a ultima corrida.
Ao lado de amigos e do treinador, foi bem interessante a experiencia de estar "do outro" lado da prova. Ver o pessoal dando seu maximo..sofrendo...resmungando... E poder ajudar, gritando, torcendo, empurrando adiante é muito bom.. Retribuir o que fazem pela gente na mesma situação.
Vi muitos atletas com cãimbras..com dor..se arrastando no sol forte do fim da manhã.. Vi que nao é facil pra quem corre nem pra quem ve. Ficar ali, assistindo sem poder fazer nada, a não ser gritar, motivar, é dificil. Atleta reclamando de dor, cãimbra..espetando até agulha na panturrilha..
Achei bacana os percursos da corrida e ciclismo. Quanto a estrutura não posso opinar porque nao me inteirei nem participei.
Parabens aos campeões, Balman e Tuca. Orgulho de ser paranaense.
Muito bom encontrar amigos...treinador..e ter um belo blablabla tri num domingo de sol!

E bora treinar para os proximos!!

1 de mai de 2011

treinos e fim de semana

Acho que o fim de semana é o melhor período para treinar..Quando o tempo colabora entao, fica perfeito.
Retomando os treinos fortes , agora mais descansada e com mais tempo, confesso que achei que sofreria mais para engrenar o ritmo.. Ficar dias off não é bom..mas foi necessario e acho ate que meu corpo aproveitou bem.
Ontem, sabado, tivemos Desafio de Duathlon terrestre com a equipe. Muito bom..tirinhos de corrida com tiros de bike (transição). Muito bom mesmo. Confesso que me surpreendi com meu tempo na corrida...Totalizamos 2k x15k x1km x15k x2k
E hoje foi simulado de duathlon olimpico, junto com meu parceiro de treino.. 40k bike + 15k run..Hj foi mais judiado, mas bom demais .

******
Hoje ainda uma colega corredora me dizia (via twitter)que estava sem motivação, sentindo um vazio, mesmo com prova focada e treinos direcionados a prova. Foi então que comentei com ela, que "a vontade de se preparar tem que ser maior que a vontade de competir". Muitas vezes, nos dá um sentimento de duvida por treinar TANTO para uma prova tão longe..ou as vezes sem uma prova especifica..Como ela mesma me disse: "Por que tanto treino?" mas ai que eu vejo o lado bom..quanto mais treinares, melhor ficaras para o seu desafio.Ou como diz meu treinador: "Quanto mais sofrer no treino, menos ira sofrer na prova." O barato está em treinar, em se superar a cada dia, em ir mais adiante que ontem.. Todo o treino tem uma razão de ser..irá preparar para o desafio que vieres a querer encarar.Além de contribuir para relaxar a mente também..afinal "Men sana in corpore sano".

Bom inicio de semana a todos.Bons treinos. E nunca se esqueçam: "a vontade de se preparar tem que ser maior que a vontade de competir."